Portal IFNMG - Técnico em Agente Comunitário de Saúde Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Técnico em Agente Comunitário de Saúde

Última atualização em Segunda, 17 de Outubro de 2016, 11h13

Objetivo geral do curso:

Proporcionar formação técnica de nível médio em Agente Comunitário de Saúde na modalidade concomitante/subsequente, por meio do desenvolvimento de competências, nas quais o profissional desenvolva uma relação dialética com as múltiplas relações sociais existentes.

Perfil profissional do egresso:

• O curso técnico de Agente Comunitário de Saúde visa preparar profissionais para atuar como técnicos de nível médio junto às equipes multiprofissionais que desenvolvem ações de cuidado e proteção à saúde de indivíduos e grupos sociais, em domicílios e coletividades nos programas de Saúde da Família - ESF.
• Este profissional atuará no SUS - Sistema Único de Saúde, no campo de interface intersetorial da assistência social, educação e meio ambiente, desenvolvendo ações de promoção da saúde e prevenção de doenças por meio de processos educativos em saúde, privilegiando o acesso às ações e serviços de informação e promoção social e de proteção e desenvolvimento da cidadania, no âmbito social e da saúde, auxiliando e/ou desenvolvendo atividades como:
• Trabalhos em equipe de saúde;
• Promoção a integração entre a equipe de saúde e a população de referência adscrita à unidade básica de saúde;
• Orientação de indivíduos, famílias e grupos sociais quanto aos fluxos, rotinas e ações desenvolvidas no âmbito da atenção básica de saúde;
• Realização de ações de coleta de dados e registro das informações pertinentes ao trabalho desenvolvido;
• Promoção de estímulos à população para participar do planejamento, acompanhamento e avaliação das ações locais de saúde;
• Realização mapeamento institucional, social e demográfico em sua micro área de atuação;
• Análise dos riscos sociais e ambientais à saúde da população de sua micro área de atuação;
• Realização de cadastramento das famílias na sua micro área de atuação e análise dos dados obtidos;
• Realização de ações que possibilitem o conhecimento, pela população local, das informações obtidas nos levantamentos sócio-epidemiológicos realizados pela equipe de saúde;
• Avaliação e priorização dos problemas de saúde da população de sua micro área de atuação, segundo critérios estabelecidos pela equipe de saúde e pela população local;
• Elaboração do plano de ação, sua implementação, avaliação e reprogramação permanente junto às equipes de saúde;
• Identificação da relação entre problemas de saúde e condições de vida;
• Implementação de processos de reflexão, junto aos indivíduos, grupos sociais e coletividades, acerca de suas condições de saúde/doença;
• Realização de atividades educativas;
• Orientação à população quanto a medidas de proteção à saúde (alimentação;
• Higiene pessoal; limpeza, acondicionamento e destino do lixo, cuidados com a água e dejetos, (prevenção de acidentes domésticos e outras);
• Promoção e implementação de ações intersetoriais;
• Orientação à família e/ou portador de necessidades especiais quanto às medidas facilitadoras para a sua máxima inclusão sociais;
• Participação e mobilização da população para participar de reuniões do conselho local de saúde e de outros conselhos locais;
• Identificação das condições ambientais e sanitárias que constituem risco para a saúde de indivíduos e populações;
• Identificação, na micro área, as doenças relacionadas aos problemas sanitários e ambientais locais;
• Orientação dos indivíduos e grupos quanto a medidas de redução ou prevenção de riscos ambientais e sanitários em saúde;
• Orientação dos moradores e famílias quanto aos cuidados relacionados ao ambiente domiciliar e Peri domiciliar;
• Realização de acompanhamento da micro área, utilizando indicadores definidos pela equipe de saúde;
• Identificação de indivíduos ou grupos que demandam cuidados especiais de saúde;
• Orientação à famílias e grupos na identificação de sinais indicativos de problemas de saúde;
• Comunicação à unidade básica de saúde da respectiva micro-área os casos existentes de indivíduos ou grupos que necessitam de cuidados especiais;
• Encaminhamento para a unidade básica de saúde as demandas de atendimento identificadas na população da micro área, segundo critérios estabelecidos pela equipe de saúde;
• Sensibilização dos familiares e seu grupo social para a convivência com os indivíduos que necessitam de cuidados especiais;
• Organização dos registros de acompanhamentos domiciliares, conforme estabelecido pela unida básica de saúde;
• Orientação e acompanhamento das gestantes e seus familiares nos cuidados relativos à gestação, parto, puerpério, aleitamento materno e cuidados com o recém nascido;
• Orientação das famílias e grupos quanto à saúde sexual e reprodutiva;
• Acompanhamento do crescimento e o desenvolvimento infantil e a situação vacinal das crianças, conforme planejamento da equipe de saúde;
• Orientação dos indivíduos e famílias sobre as medidas de prevenção e controle das doenças transmissíveis e não transmissíveis.

Possibilidades(áreas) de atuação: O profissional formado no Curso Técnico Agente Comunitário de Saúde estará capacitado para atuar na perspectiva de promoção, prevenção e proteção à saúde, orientando e acompanhando famílias e grupos em seus domicílios e os encaminhando aos serviços de saúde. Para tanto, seu trabalho será realizado pelo mapeamento e cadastramento de dados sociais, demográficos e de saúde, consolidando e analisando as informações obtidas para os órgãos de saúde responsáveis, estando apto a:
• Participar, com as equipes de saúde e a comunidade, da elaboração, implementação, avaliação e reprogramação do plano de ação local de saúde;
• Participar e mobilizar a população para as reuniões do conselho de saúde;
• Identificar indivíduos ou grupos que demandam cuidados especiais sensibilizando a comunidade para a convivência;
• Trabalhar em equipe nas unidades básicas do Sistema Único de Saúde promovendo a integração entre população atendida e os serviços de atenção básica a saúde.
• Desenvolver ações que busquem a integração entre as equipes de saúde e a população integrada à Unidade Básica de Saúde, considerando as características e as finalidades do trabalho de acompanhamento de indivíduos e grupos sociais ou coletividades;
• Realizar, em conjunto com a equipe, atividades de planejamento e avaliação das ações de saúde no âmbito de integração da Unidade Básica de Saúde;
• Desenvolver ações de promoção e de proteção e desenvolvimento da cidadania no âmbito social e da saúde;
• Desenvolver, em equipe, ações de promoção da saúde visando à melhoria da qualidade de vida da população, à gestão social das políticas públicas de saúde e o exercício do controle da sociedade sobre o setor Saúde;
• Desenvolver ações de prevenção e monitoramento dirigidas a grupos específicos e a doenças prevalentes, às situações de risco ambiental e sanitário para a população, conforme definido no plano de ação da equipe de saúde e nos protocolos de saúde pública;


Identificação do curso técnico em Agente Comunitário de Saúde

Nome do curso: Curso técnico em Agente Comunitário de Saúde

Habilitação: Técnico em Agente Comunitário de Saúde

Nível: Técnico

Eixo tecnológico: Ambiente, Saúde e Segurança

Modalidade: Modalidade Concomitante/Subsequente; Modalidade Educação a Distância;
Locais de oferta (polos): Águas Vermelhas, Almenara, Arinos, Berizal, Bocaiúva, Bonito de Minas, Botumirim, Brasília de Minas, Buritis, Buritizeiro, Cachoeira do Pajeú, Capitão Enéas, Catuji, Catuti, Chapada do Norte, Chapada Gaúcha, Comercinho, Coração de Jesus, Coronel Murta, Curral de Dentro, Datas, Diamantina, Divisa Alegre, Engenheiro Navarro, Francisco Badaró, Francisco Dumont, Francisco Sá, Fruta de Leite, Gameleiras, Glaucilância, Grão Mogol, Guaraciama, Ibiracatu, Indaiabira, Itamarandiba, Itambacuri, Itaobim, Jaíba, Janaúba, Januária, Japonvar, Jenipapo de Minas, Joaquim Felício, Josenópolis, Juramento, Juvenília, Manga, Mato Verde, Medina, Mirabela, Miravânia, Monte Azul, Montes Claros, Montezuma, Ninheira, Novo Cruzeiro, Novorizonte, Olhos D'agua, Padre Carvalho, Pai Pedro, Patis, Pedra Azul, Pirapora, Ponto dos Volantes, Porteirinha, Poté, Presidente Kubitschek, Riachinho, Riacho dos Machados, Rio Pardo de Minas, Rubelita, Salinas, Santa Cruz de Salinas, Santo Antônio do Jacinto, Santo Antônio do Retiro, São Francisco, Serranópolis de Minas, Taiobeiras, Teófilo Otoni, Turmalina, Uruana de Minas, Vargem Grande do Rio Pardo, Verdelândia, Virgem da Lapa.

Forma de ingresso: Para o acesso ao Curso de Nível Técnico em Agente Comunitário de Saúde Concomitante/Subsequente – Educação à Distância é exigido: 1) Estar cursando os dois últimos anos do Ensino Médio ou já ter concluído; 2) Aprovação no processo seletivo sob responsabilidade dos Polos e aprovação do Componente Curricular Metodologia em EAD disponível no Portal do IFNMG.

Requisito de acesso: Estar Cursando um dos dois últimos anos do Ensino Médio ou já ter concluído.

Turno de oferta: Noturno

Duração do curso: 2 anos

Carga horária total do curso: 1200 horas

Regime letivo: O Curso Técnico em Agente Comunitário de Saúde – EaD, é concomitante/subsequente e foi estruturado em quatro módulos com seis Componentes Curriculares por modulo que totalizam 26 Componentes Curriculares nos módulos integrativos, sendo necessário que o aluno realize o Componentes Curricular de Metodologia em EaD para que inicie o curso, podendo assim entrar no início de qualquer modulo, desde que tenha realizado o Componentes Curriculares de Metodologia de EaD e sido aprovado por frequência e nota. Os módulos estão divididos em módulos com 20 aulas e módulos com 30 aulas.


Acesse aqui a matriz curricular do curso.

registrado em: ,,
Fim do conteúdo da página