Portal IFNMG - IFNMG lança pesquisa para saber o que servidores e alunos acham sobre a comunicação e a divulgação do Instituto Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

IFNMG lança pesquisa para saber o que servidores e alunos acham sobre a comunicação e a divulgação do Instituto

Publicado: Segunda, 17 de Abril de 2017, 16h06 | Última atualização em Segunda, 17 de Abril de 2017, 16h06

A Coordenação de Comunicação e Eventos do IFNMG lançou nesta segunda-feira (17/04) uma pesquisa online para recolher opiniões e sugestões de servidores e alunos sobre as formas de divulgação e as ações de comunicação da instituição. A pesquisa ficará disponível até o dia 12 de maio e as respostas irão compor um diagnóstico que será a base dos objetivos, estratégias e ações do Planejamento Estratégico da Comunicação do Instituto. 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR E RESPONDER À PESQUISA

A participação na pesquisa é anônima e a duração das respostas é de aproximadamente 3 minutos. A pesquisa pretende identificar, dentre outras questões, quais as formas de divulgação e comunicação que a comunidade interna tem acesso, sobre o que e por qual meio gostaria de receber informações, o que acha da divulgação do Instituto na cidade e em quais meios sugere que sejam realizadas divulgações para tornar o IFNMG mais conhecido. Espera-se que os resultados indiquem quais ações, produtos e serviços devem ser priorizados em cada cidade.

Para o coordenador de comunicação e eventos do IFNMG, Bráulio Siffert, a pesquisa é fundamental para, entre outros pontos, identificar a situação do fluxo interno de informações e verificar de forma mais fiel e objetiva o que aqueles que lidam diariamente com a instituição acham sobre o conhecimento que a população tem sobre ela. “Internamente, precisamos ser mais claros no diálogo e na interação com nossos alunos, servidores e colaboradores e externamente precisamos fortalecer e reforçar a divulgação e a presença do IFNMG para que cada vez mais pessoas conheçam e tenham acesso à educação gratuita e de qualidade que oferecemos”, reforça o servidor.

Fim do conteúdo da página