Portal IFNMG - Capoeira nas aulas de Educação Física do IFNMG - Campus Almenara Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Capoeira nas aulas de Educação Física do IFNMG - Campus Almenara

As turmas dos 3º anos dos cursos Técnicos de Nível Médio em Agropecuária e Informática vivenciaram em aulas teórico/práticas de educação física o conteúdo capoeira, durante o primeiro trimestre de 2017. Os estudantes aprenderam sobre a capoeira regional e de angola, os instrumentos da capoeira, racismo e África para além do olhar eurocêntrico. Para possibilitar aos alunos e alunas uma vivência mais próxima com essa prática, foi convidado o grupo de capoeira Esporão. Mestre Tião salientou “a importância da divulgação e aprendizado da capoeira nas escolas como forma de contribuir com a cultura brasileira e a importância dos/as professores/as de Educação Física para este trabalho”.

A professora de Educação Física e também membro do NEABI (Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas) do Campus Almenara Sueli Fernandes Guimarães foi a responsável pela atividade e acredita que “a capoeira é uma expressão da cultura corporal de movimento e deve ser trabalhada nas escolas como forma de resgate e valorização das culturas africana e afro-brasileira”. Diante de tantos desafios para romper com o tecnicismo e esportivismo nas aulas, a capoeira possibilita o trabalho com a expressão corporal, pois representa a dança, a luta, o jogo e ainda promove a discussão sobre a influência da cultura africana na formação do povo brasileiro.

Parcerias entre escolas e grupos de capoeira são possíveis e possibilitam a troca de experiências e a valorização dos grupos de capoeira da cidade. Práticas pedagógicas como as mencionadas são possíveis e podem contribuir para a formação de jovens críticos que respeitem e valorizem a diversidade cultural local e brasileira.

Fim do conteúdo da página