Portal IFNMG - Público de Diamantina aplaude de pé Auto de Natal Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Público de Diamantina aplaude de pé Auto de Natal

Publicado: Segunda, 19 de Dezembro de 2016, 17h23 | Última atualização em Segunda, 19 de Dezembro de 2016, 19h17
Cerca de 90 pessoas estiveram envolvidas na realização do Auto de Natal
imagem sem descrição.

Dias antes, o convite foi feito: 17 de dezembro, Auto de Natal na Catedral Metropolitana de Diamantina. Um grande público aceitou o convite, às 20h já não tinha nenhum banco vazio. O jeito foi buscar outras opções. Uma parte se acomodou na parte superior da igreja. Outra teve que ficar em pé ou sentar no chão mesmo. Não importava, todos só queriam um espacinho para enxergar lá na frente. O altar tornou-se palco, onde a Orquestra Sinfônica Jovem de Diamantina, o Coral Eny Assumpção Baracho, o Coral Universitário da Universidade Estadual de Minas Gerais (UEMG) e o Teatro do Instituto Federal do Norte de Minas (IFNMG) uniram arte, cultura e religiosidade numa harmonia encantadora.

O que também atraiu a atenção do público foi o destaque dado à figura feminina. “O Auto de Natal de 2016 fez uma homenagem à figura da mãe divina, encarnada em Maria, mãe de Jesus. Misturando teatro e música, contamos uma versão contemporânea desta história, com as cores da cultura regional do Vale do Jequitinhonha, abraçadas aos sons e às vozes do clássico, tão conhecido na cidade de Diamantina”, explicou a responsável pela direção geral do espetáculo, a professora e coordenadora do curso técnico em Teatro do IFNMG, Mariana Emiliano, que dividiu a iluminação e cenografia com Rafael Cabral. Este também foi responsável pelo figurino. A equipe ainda contou com direção musical de Frederico Santos, maquiagem de Satya Brata e produção de Ricardo Luizz.

A voz da mulher

Para Mariana, mostrar o nascimento de Jesus, trazendo a imagem de Maria, da mãe, de uma mulher jovem que, naquela época, assume ter um filho, é um símbolo de força para as mulheres atualmente. Ela ainda destaca o quão importante é ouvir a história pelo lado das mulheres, reconhecendo “a força delas, não em sobreposição, mas em união aos homens”, defendeu Mariana.

O Auto de Natal é realizado, tradicionalmente, pela Secretaria de Cultura Turismo e Patrimônio, da Prefeitura de Diamantina. Neste ano, pela primeira vez, o IFNMG também foi um dos realizadores. Também foi a primeira vez que a aluna do curso técnico em Teatro do IFNMG Patrícia Santos Soares participou de um espetáculo dessa grandeza. “Sou da primeira turma, e é a primeira vez que eu participo assim. Foi maravilhoso, uma experiência incrível, foi o meu primeiro teatro. Eu só tenho a agradecer, porque nada me fez tão feliz como o teatro me faz”, disse, emocionada, Patrícia, que fez o papel de Maria, mãe de Jesus.

Foto 2 Auto de Natal

Mais seis alunos do IFNMG-Campus Diamantina participaram: Allef Heberton, Calebe Silva Ribeiro, Daniane Almeida, Éthany Cícero, Paloma Pereira e Regiane Santos. A servidora Narjara Fonseca Souza, do IFNMG-Campus Diamantina, também fez parte do Auto. Ela, que começou no IFNMG-Campus Araçuaí, disse que ter participado do Auto de Natal a fez sentir acolhida por Diamantina: “Eu me sinto abençoada e abraçada por Diamantina com esse Auto de Natal”.

Segundo Mariana, cerca de 90 pessoas estiveram envolvidas na realização do Auto de Natal. Os ensaios começaram em outubro e nas últimas semanas os encontros foram diários.

Sonho concretizado

O curso de Teatro do IFNMG completa neste semestre seis meses de existência. É por isso que o diretor-geral do IFNMG-Campus Diamantina, Júnio Jáber, enxerga a realização do Auto de Natal como a concretização de um sonho. “De fato, foi uma grande realização. A gente fica muito emocionado ao ver a concretização de um sonho. Trata-se de um curso novo, muito novo inclusive para os Institutos no país. Mas os frutos já começam a ser colhidos pela brilhante equipe. Ver os nossos alunos tão novos, com apenas seis meses de curso, participando de um evento desse porte, com essa força, é maravilhoso. Nossa missão institucional está sendo cumprida”, afirma o diretor.

A professora Flor Murta, do curso técnico em Teatro do IFNMG-Campus Diamantina, também acredita na missão do IFNMG. “O Auto de Natal reforçou a missão do IFNMG em Diamantina. Eu sinto muito orgulho e fico muito feliz com o brilho deles. Foi a interação entre as artes que possibilitou um espetáculo tão potente. É um orgulho para os alunos, para nós professores e para a nossa cidade”.

Foto 4 Auto de natal

Para a coordenadora de Extensão do Campus Diamantina, Carla Silva, o Auto possibilitou apresentar o IFNMG para a comunidade diamantinense. “O Auto foi grandioso e superou as expectativas de todo mundo”, disse. E superou mesmo, por todos os lados foi possível ver senhoras emocionadas e jovens vibrando com o que acabara de assistir. O servidor público Marcos Vinícius foi um deles. “Em vários momentos eu me arrepiei e chorei. Só existe uma palavra para resumir o que foi o Auto de Natal: espetacular!”, enfatizou Marcos.

Fim do conteúdo da página