Portal IFNMG - Mestrado em Medicina Veterinária terá primeiras defesas de dissertação nesta sexta, dia 16 Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Mestrado em Medicina Veterinária terá primeiras defesas de dissertação nesta sexta, dia 16

Publicado: Quinta, 15 de Agosto de 2019, 11h55 | Última atualização em Quinta, 15 de Agosto de 2019, 14h34

A data de amanhã, 16/08, será um novo marco na história do IFNMG. No Campus Salinas, serão realizadas as primeiras defesas públicas de dissertação do Programa de Pós-graduação em Medicina Veterinária (PPGVET), que oferta mestrado profissional. Serão duas sessões. Às 8 horas, o mestrando Arthur Mares Ferreira Andrade defenderá a dissertação “Utilização do feno da parte aérea da mandioca na alimentação de ovinos confinados”, desenvolvida sob a orientação do professor Antônio Eustáquio Filho. Às 14 horas, será a vez de Ted Laine Murtha, com o trabalho “Qualidade da silagem de milho reensilada”, produzido com a orientação do professor Rogério Mendes Murta. As defesas acontecerão no Auditório I do Campus.

“É uma grande felicidade ver esse primeiro ciclo se fechando e o Instituto colocando dois novos mestres no mercado. É a coroação de nosso trabalho!”, comemora o coordenador do Programa, professor Eduardo Garrido. Ele se refere a um ciclo iniciado em 2012, quando o IFNMG começou a mobilizar seus profissionais da área de Ciências Agrárias, de vários campi, para montar seu primeiro programa de pós-graduação stricto sensu. Refere-se, ainda, ao empenho dos envolvidos para conseguir a aprovação do Programa pela Capes, e ao trabalho que vem sendo realizado desde a entrada da primeira turma, em agosto de 2017, com 11 alunos. No ano seguinte, foram outros 11 mestrandos; em 2019, a turma que ingressa neste mês de agosto traz consigo o sinal de que o programa está avançando e inicia promissora, com 15 alunos.

Rogério Murta, que é pró-reitor de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação, enfatiza que este é um momento ímpar também por marcar a consolidação, no IFNMG, da verticalização do ensino, um dos pilares que sustentam a proposta dos Institutos Federais. “Hoje, nossos alunos podem entrar na Instituição para fazer o curso técnico em Agropecuária, posteriormente, o superior em Agronomia, Medicina Veterinária, Engenharia Agrícola e Ambiental ou Ciências Biológicas e, após graduados, ingressarem no nosso programa de pós-graduação stricto sensu em Medicina Veterinária”, exemplifica. Para Eduardo Garrido, essa é mais uma prova da importância e do diferencial do Instituto para a região em que está inserido, não apenas como mais uma escola ou mais um curso superior, mas significando a interiorização do ensino, a oferta de possibilidades que, sem o IFNMG, a região não poderia oferecer.

Se, por um lado, as defesas da primeira turma fecham um ciclo, também abrem outro, como o próprio coordenador sinalizou. Trata-se da entrega de novos mestres, pesquisadores, ao mercado de trabalho e à comunidade, o que, no caso de um mestrado profissional, é especialmente relevante, em virtude do profundo alinhamento das pesquisas e trabalhos desenvolvidos com as demandas do setor produtivo regional. A proposta, segundo o professor Eduardo, é devolver à região profissionais  mais qualificados, aptos a contribuir com as instituições em que trabalham, públicas ou privadas, a almejar melhores postos de trabalho e também a empreender no campo da agropecuária. Segundo o coordenador, a grande maioria dos alunos do mestrado são profissionais que estão efetivamente atuando no setor. Nas defesas que acontecem nesta sexta-feira, por exemplo, um dos mestrandos é servidor do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) e o outro, técnico do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR). Dessa forma, o mestrado profissional também tem aberto portas para o IFNMG ampliar seu relacionamento com o setor produtivo, com empresas e laboratórios agropecuários, como lembra Rogério Murta, citando convênios e termos de cooperação que vêm sendo firmados entre as partes.

É necessário destacar, ainda, a importância acadêmica do programa de pós-graduação para os professores envolvidos, como frisa o pró-reitor Rogério: “Permite que nossos docentes estejam intimamente ligados a atividades de pesquisa e continuem com uma produção científica relevante. Além disso, permite que eles participem de vários editais de fomento que são específicos para professores envolvidos com a pós-graduação em nosso país”.

O mestrado

O mestrado do IFNMG é o primeiro mestrado profissional em Minas Gerais na área de Medicina Veterinária. É ofertado no Campus Salinas e tem duração de 24 meses. São duas áreas de concentração, em Nutrição Animal e Reprodução animal, e três linhas de pesquisa, Reprodução animal, Nutrição animal e Sanidade aplicada à reprodução e nutrição animal. Podem candidatar-se às vagas ofertadas anualmente graduados em Medicina Veterinária ou áreas afins. Os processos de seleção de alunos acontecem no primeiro semestre de cada ano. Mais informações: https://ifnmg.edu.br/ppgvet.

Fim do conteúdo da página