Portal IFNMG - Técnico em Infraestrutura Escolar Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Técnico em Infraestrutura Escolar

Última atualização em Segunda, 17 de Outubro de 2016, 10h56

O curso técnico em Infraestrutura Escolar é ofertado por meio do Profuncionário, programa que visa a formação dos funcionários de escola, em efetivo exercício, em habilitação compatível com a atividade que exerce na escola. A formação em nível técnico de todos os funcionários é uma condição importante para o desenvolvimento profissional e aprimoramento no campo do trabalho e, portanto, para a carreira. O Decreto 7.415 de 30 de dezembro de 2010 institui a política nacional de formação dos profissionais da educação básica e dispõe sobre a formação inicial em serviço dos funcionários da escola. Entre seus objetivos fundamentais, está a valorização do trabalho desses profissionais da educação, através da oferta de cursos de formação inicial em nível técnico proporcionados pelo Profuncionário.


Objetivo geral do curso:

Oferecer formação profissional, em nível médio a distância, aos funcionários que atuam nos sistemas de ensino da educação básica pública.

Perfil profissional do egresso:

O perfil profissional do técnico em Infraestrutura Escolar é constituído de conhecimentos, saberes, valores e habilidades que o credenciam como gestor do meio ambiente e da manutenção da infraestrutura escolar. Espera-se, então, que esta formação profissional propicie as seguintes competências específicas:

a. conhecer o histórico da evolução dos espaços escolares e as teorias arquitetônicas e pedagógicas de construção do espaço educativo;

b. ter sensibilidade para identificar as carências e disfunções dos espaços físicos em relação aos princípios da educação brasileira e à proposta pedagógica da escola;
c. dispor-se a agir solidariamente com os educadores e educandos na gestão do meio ambiente e do espaço escolar para estruturá-los como agentes educativos;
d. compreender as questões ambientais no contexto da educação para a cidadania e para o trabalho, bem como do desenvolvimento nacional, regional e local;
e. dominar o histórico da evolução do espaço geográfico do município, de suas zonas urbanas e rurais, na perspectiva da legislação ambiental e do plano diretor de ocupação territorial;
f. gerenciar, do planejamento à execução, os serviços de higiene e limpeza da escola, solidariamente com os outros trabalhadores e estudantes;
g. compreender as questões de segurança das escolas, no contexto de seu espaço geográfico e de seu projeto político-pedagógico, valorizando as relações de vizinhança e de serviço à comunidade;
h. ter conhecimento e dominar a leitura e interpretação dos projetos físicos dos prédios que compõem a escola, localizando as diferentes áreas, as redes elétrica, hidráulica e de esgotamento sanitário, e as outras plantas da arquitetura escolar;
i. conhecer os princípios básicos e práticas mais simples da arquitetura e da engenharia civil, incluindo as técnicas de desenho, de forma a ser capaz de dialogar com os profissionais dessas áreas na perspectiva da formulação de espaços educativos e da qualificação da aprendizagem;

j. ser capaz de entender os procedimentos de manutenção das redes elétrica, hidráulica e de esgotamento sanitário, bem como identificar problemas de funcionamento e executar reparos conjunturais, na medida dos recursos da escola;
k. conhecer a estrutura e a operação dos principais equipamentos elétricos e eletrônicos em uso nas escolas, inclusive os didáticos, bem como saber executar reparos ao alcance dos recursos disponíveis;
l. cuidar da conservação dos níveis desejáveis de ventilação e de temperatura ambiente nos espaços interiores das escolas;
m. conhecer a rotina de manutenção física dos prédios escolares, incluindo tarefas de impermeabilização, conservação de coberturas, pisos e pinturas, bem como técnicas simples de construção em madeira, metal e alvenaria;
n. ter familiaridade com os equipamentos e materiais didáticos mais comuns nas escolas, de forma a reconhecer as alternativas de seu uso nas diferentes situações pedagógicas e prover sua manutenção e conservação.

Possibilidades(áreas) de atuação: Escolas públicas e privadas, centros de formação profissional, centros de capacitação de pessoal, órgãos de sistemas e redes de ensino

Identificação do curso técnico em Infraestrutura Escolar

Nome do curso: Curso técnico em Infraestrutura Escolar.

Habilitação: Técnico em Infraestrutura Escolar

Nível: Médio

Eixo tecnológico:

Modalidade: a distância

Locais de oferta: Santo Antônio do Jacinto, Virgem da Lapa, Itamarandiba, Bonito de Minas, Catuti, Jaíba, Januária, Janaúba, Juvenília, Mato Verde, Monte Azul, Pai Pedro, Porteirinha, São Francisco, Serranópolis de Minas, Brasília de Minas, Guaraciama, Mirabela, Montes Claros, Patis, Buritizeiro, Águas Vermelhas, Botumirim, Divisa Alegre, Josenópolis, Montezuma, Novorizonte, Rio Pardo de Minas, Teófilo Otoni.

Forma de ingresso: ser servidor público atuante na área.

Requisito de acesso: ensino médio e atuar na educação pública.

Turno de oferta: Encontros presenciais aos finais de semana

Duração do curso: 18 meses

Carga horária total do curso: 1200 horas.

Regime letivo: O Curso Técnico em Infraestrutura Escolar está estruturado em três núcleos que totalizam os Componentes Curriculares.


Acesse aqui a matriz curricular do curso.

registrado em: ,,
Fim do conteúdo da página